Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Festas populares’ Category

Para finalizar as receitas juninas, comemorando o final do mês com a Bolinha de Pipoca!

INGREDIENTES

– 80 g de pipoca estourada
– 1/3 xícara (chá) de açúcar
– 1/3 xícara (chá) de glucose de milho branca
– 250 g de pasta de amendoim
– margarina para untar as mãos

MODO DE PREPARO

Numa tigela e com as mãos quebre grosseiramente 80 g de pipoca estourada e reserve.
Numa panela derreta 1/3 xícara (chá) de açúcar até obter uma calda com cor de guaraná (+/- 8 minutos). Junte 1/3 xícara (chá) de glucose de milho branca e 250 g de pasta de amendoim, mexa muito bem e desligue o fogo imediatamente.
Despeje (o creme feito acima) sobre a pipoca quebrada e misture com as mãos até que toda a pipoca esteja envolvida no creme. Com as mãos forme bolinhas do tamanho desejado.

DICA: é importante trabalhar com a mistura do creme com a pipoca quente para fazer as bolinhas. Caso a mistura esfrie é só colocar no microondas para voltar a textura ideal de trabalhar.

Receita do site: http://anamariabraga.globo.com

Anúncios

Read Full Post »

Festas Juninas e esse friozinho “bão” o melhor mesmo é se aquecer com essa bebida deliciosa e  como alguns dizem:afrodisíaca!

INGREDIENTES

1 ½ xícara (chá) de açúcar

1 ½ xícara (chá) de água
50g de gengibre cortado em fatias finas
1 limão cortado em rodelas
4 xícaras (chá) de pinga
3 cravos da Índia
2 pedaços pequenos de canela em pau

MODO DE PREPARO

Coloque o açúcar em uma panela em fogo alto, mexendo de vez em quando até caramelizar. Acrescente todos os ingredientes, menos a pinga, e mexa até dissolver o açúcar. Junte a pinga, com cuidado, de preferência fora do fogo para não incendiar. Misture e deixe ferver em fogo baixo por 3 minutos. Sirva em caneca de barro ou louça, para não tirar o sabor do quentão.

Rendimento: 8 doses

Tempo de preparo: 30 minutos

Receita do site: http://anamariabraga.globo.com/

Read Full Post »

Essa receita da Ana Maria Braga é muito especial! Um prato que podemos usar nessa época junina e qualquer outra estação, a diferença mesmo é o toque surpreendente da cachaça e da quantidade exata dos ingredientes, portanto não coloque mais canela e cravo por gostar do sabor, mesmo que goste muito! O sabor da costela é magnífico, comprove!

INGREDIENTES

1,5kg de costela suína cortada em pedaços rente ao osso, com 5cm e magra

1 colher (sopa) de mel
2 xícaras (chá) de água
3 xícaras (chá) de cachaça
50g de gengibre descascado e cortado em rodelas
1 limão descascado e cortado em rodelas
2 cravos da índia
2 pedaços pequenos de canela em pau (5cm)
Sal e pimenta do reino moída a gosto
1 fio de óleo

MODO DE PREPARO

 Numa tigela junte 1,5kg de costela suína cortada em pedaços rente ao osso, com 5cm, 1 colher (sopa) de mel, 2 xícaras (chá) de água, 3 xícaras (chá) de cachaça, 50g de gengibre descascado e cortado em rodelas, 1 limão descascado e cortado em rodelas, 2 cravos da índia, 2 pedaços pequenos de canela em pau (5cm), sal e pimenta do reino moída a gosto. Deixe marinando por 1 hora na geladeira.

Retire a costela suína da marinada e doure bem em uma panela com 1 fio de óleo, por cerca de 10 minutos, em fogo médio, sem deixar queimar.

Descarte o cravo da índia e a canela em pau, reserve 1 xícara (chá) da marinada e despeje o restante na panela com a costela suína dourada. Quando ferver, abaixe o fogo e cozinhe por aproximadamente 2 horas ou até a costelinha estar macia.

OBS.: Neste ponto não vai haver praticamente caldo nenhum e ele deve estar bem grosso.

Com uma escumadeira retire a costela suína da panela, despeje a marinada reservada e deixe o caldo engrossar por mais ou menos 2 minutos. Regue a costela com este caldo e sirva em seguida.

Receita do site: http://anamariabraga.globo.com/

 

 

 

Read Full Post »

Depois do Carnaval, as Festas Juninas são um dos eventos mais consagrados.  As ruas, praças e escolas de muitas cidades são decoradas com bandeirinhas coloridas e, em barracas montadas ao ar livre, são servidas comidas e bebidas típicas.
Entre os quitutes, estão a paçoca, o pé-de-moleque, rapadura, pipoca, o milho verde, o amendoim torrado, batata doce, canjica, o doce de abóbora, o arroz doce e, para os adultos, quentão e vinho quente. Também são comuns brincadeiras como pescaria, argolas e tiro ao alvo e danças tradicionais, como a quadrilha.
Segue a receita do Creme Junino com Abóbora para se deliciar!

 INGREDIENTES

  • 4 xícaras (chá) de leite desnatado (800ml)
  • 1 colher (café) de sal (2g)
  • 2 paus de canela
  • 7 colheres (sopa) de amido de milho (56g)
  • 1 vidro de leite de coco light (200ml)
  • 4 colheres (sopa) de margarina light (56g)
  • 500 gramas de abóbora, picada e cozida
  • canela em pó, para polvilhar
  • ¾ xícara (chá) de União Light ( 120g)

 MODO DE FAZER

Leve ao fogo metade do leite com a canela e deixe ferver. Tampe e reserve. Bata no liquidificador os outros ingredientes, com exceção da canela em pó. Transfira para uma panela e junte o leite reservado, já coado, e cozinhe, mexendo sempre até engrossar. Coloque o creme em uma travessa e deixe esfriar.
Polvilhe a canela em pó e leve à geladeira.

Dicas:

  • Utilize a abóbora cabochan, também conhecida como abóbora japonesa ou cascuda.
  • Se preferir, substitua a abóbora por moranga.
  • Rendimento: cerca de 20 porções
FONTE DA RECEITA: elaborada por União Docelar.

Read Full Post »

Seguem dicas de alguns alimentos (condimentos e substâncias)  afrodisíacos, os quais podem tornar a sua noite do dia dos namorados inesquecível!!!

Condimentos

Açafrão: Especiaria vermelho-alaranjada, perfeita no uso com mariscos. Tradicionalmente utilizada na Espanha em pratos com frutos do mar, como a Paella, por exemplo. No Oriente é muito utilizado como estimulante.

Açafrão-da-Índia: Possui um gosto um pouco amargo. Deve ser usado moderadamente, porque pode encobrir os outros sabores.

Alcaparra: Frutos redondos e pequenos, de sabor muito forte, que acompanha peixes.

Anis: É uma planta de flores brancas e sementes pequenas e aromáticas. Confeitos, xaropes, essências, temperos e licores podem ser feitos com esse ingrediente.

Baunilha: Tempero indispensável para doces, bolos, sorvetes, cremes, café, chocolate etc. Vem em estojos (ou cápsulas), extrato ou essência. Se puder escolher, evite a baunilha sintética, de sabor grosseiro e às vezes tóxica.

Borragem: Usa-se para cozinhar carnes e peixes, assim como em saladas..

Canela: Extraída da casca da árvore da canela. É usada em lascas e em pó. Coloca-se em doces, mas também em carnes e diferentes tipos de curry, na Ásia e no Oriente Médio.

Cardamomo: Pode ser vendido em sementes, que são moídas para cozinhar, ou em pó, que perde o aroma rapidamente. Nos países árabes, é colocado no café para enriquecer o sabor e estimular a benevolência entre os amigos. As sementes são mastigadas para refrescar a boca,

Cominho: Seu óleo é utilizado em loções balsâmicas e filtros de amor. Na culinária é empregado no tempero de lentilhas e feijões.

Cravo: Usado nas sobremesas, carnes e presunto, para dar um toque especial.

Curry: Não é uma especiaria, mas uma mistura de várias delas: coentro, cardamomo, pimenta caiena, pimenta, gengibre, canela, sementes de mostarda, açafrão-da-india etc.

Endro: As folhas e sementes são usadas sobretudo em peixes. As sementes, colocadas em uma garrafa de óleo ou vinagre , aromatizam delicadamente.

Erva-cidreira: Serve para maionese, receitas com queijo fresco e creme, molhos, saladas e algumas sobremesas de frutas.

Estragão: Utilizado em carnes. É melhor fresco.

Gengibre: Pode ser adquirido em pó, xarope e como raiz fresca.. Seu sabor característico é um pouco picante. Muito utilizado na cozinha japonesa, mas também em comidas exóticas e no preparo de sobremesas.

Hortelã: Seu sabor fresco é popular em doces e bebidas. Também é usado em muitos pratos de diferente origem. Na Inglaterra acompanha o cordeiro, entre os árabes, as carnes variadas.

Lavanda: As sementes aromatizam perfumes e sabonetes. Realçam a sopa, que deve ser coada antes de servida.

Louro: Na comida o louro é usado em pouca quantidade, só uma folha pequena ou média, porque tem um sabor muito forte, um pouco amargo.

Manjericão: Produz mais efeito quando fresco, nos pratos mais variados.

Mostarda: Pode ser comprado em semente, em pó e preparada.

Noz-moscada: É uma noz dura usada para aromatizar doces e sobremesas, mas que também realça o sabor de alguns vegetais, como espinafre e carnes suaves.

Orégano: Típico da cozinha mediterrânea, possui aroma e sabor fortes.

Pimenta: Picante e ardida, acentua o sabor dos alimentos.

Pimenta caiena: Feita a partir do pimentão vermelho seco e moído, é a base da páprica, da pimenta em pó, do tabasco e da santaka, no Japão. Usa-se em pouca quantidade, para dar cor, sabor e um toque picante.

Salsa: Existem mais de trinta variedades comestíveis. Usa-se em carnes, peixes, saladas etc. Seu frescor alivia o hálito de cebola ou alho.

Sálvia: Tem aroma muito penetrante e deve ser usada com moderação. A carne de porco e as aves de caça são bem acompanhadas com esse tempero, que aprimora o sabor.

Tomilho: Utilizado no preparo de vários molhos com vinho tinto. Acompanha as carnes vermelhas e é indispensável nos patês.

Substâncias

– marapuana
– catuaba
– guaraná
– ginseng
– pfaffia paniculata
– gengibre
– alho
– cebola
– gergelim
– tahine

Read Full Post »

Este não tem nem como recusar! Mesmo os que são fãs do salgado (como eu) se rendem à uma delícia dessas.

Baba de Moça (não acho um nome muito agradável para um doce… rs) é típico da culinária do Brasil. É um dos doces mais tradicionais e requintados, referido desde o Império.

A parceria entre bolo (originário do Egito Antigo) e chocolate (América pré-colombiana) existe há mais de três séculos e continua dando certo no mundo todo, virou um doce “universal”.

Receita/foto by Mariza Plácido – Bem Feitinho

Ingredientes:

Massa:

20 claras em neve
50g de açúcar
75g de chocolate em pó meio amargo, aproximadamente 1 xícara

Recheio Baba de Moça:

400g de açúcar
250ml de água
1 collher (café) de essência de baunilha
20 gemas
 
Modo de preparo:

Massa:

Bata as claras até obter o ponto de neve. Com a batedeira ligada, adicione o açúcar e bata até obter uma massa consistente. Desligue a batedeira, acrescente o chocolate em pó e misture com uma colher. Unte uma fôrma com manteiga e farinha e coloque a massa no forno pré-aquecido a 180°C por aproximadamente 10 minutos.

Recheio Baba de Moça:

Em uma panela, coloque a água e o açúcar. Leve ao fogo e mexa apenas no início para que fique homogêneo. Depois não há necessidade de mexer. Mantenha em fogo médio até que a calda fique no ponto fio. Deixe esfriar.

Em seguida, misture os ovos e a essência de baunilha. Coloque toda a mistura novamente no fogo e mexa até engrossar. Disponha a massa sobre uma folha de plástico (de congelamento).
Distribua o recheio por toda a massa e reserve uma parte para a decoração. Enrole a massa com o plastico e leve à geladeira por aproximadamente 3 horas. Com o recheio reservado, decore o topo do bolo e polvilhe com chocolate em pó meio amargo.

Read Full Post »

E para este friozinho, nada mais, nada menos do que um tradicional vinho quente. Para tomar com os amigos, com o(a) namorado(a), com a família. Enfim, época de festas juninas então não poderíamos esquecer desta famosa bebidinha romântica e quentinha!

Receita by Tudo Gostoso
Foto by Douglas Aby Saber Filho

Ingredientes:

1 copo de açúcar
Canela em rama
Cravo
1 l de vinho tinto seco
1/2 l de água
1/2 maçã (verde ou vermelha) descascada e cortada em fatias

Modo de Preparo:

Queime a metade do açúcar com o cravo e a canela, acrescente o vinho, já misturado com a água. Junte a maçã e o açúcar restante. Deixe cozinhar um pouco e sirva bem quente.

Read Full Post »

Older Posts »