Feeds:
Posts
Comentários

Archive for maio \31\UTC 2011

E para este friozinho, nada mais, nada menos do que um tradicional vinho quente. Para tomar com os amigos, com o(a) namorado(a), com a família. Enfim, época de festas juninas então não poderíamos esquecer desta famosa bebidinha romântica e quentinha!

Receita by Tudo Gostoso
Foto by Douglas Aby Saber Filho

Ingredientes:

1 copo de açúcar
Canela em rama
Cravo
1 l de vinho tinto seco
1/2 l de água
1/2 maçã (verde ou vermelha) descascada e cortada em fatias

Modo de Preparo:

Queime a metade do açúcar com o cravo e a canela, acrescente o vinho, já misturado com a água. Junte a maçã e o açúcar restante. Deixe cozinhar um pouco e sirva bem quente.

Read Full Post »

“Ao completar 5 anos, o Brasil a Gosto tem mais certeza das suas escolhas, da sua sintonia com a diversidade do país. O restaurante é um convite a uma expedição pela nova divisão gastronômica brasileira, diversa em cores, sons, sabores e sentimentos.” Esta é a filosofia do Brasil a Gosto.

Pela sua localização e qualidade do site (que, mesmo em construção, já está arrasando), me parece ser um ótimo lugar para almoçar com os amigos e conhecer a sétima edição do cardápio deste conceituado restaurante.

Está muito bem comentado no site VEJA SP.

Preço: de R$ 91,00 a R$ 150,00.

Rua Prof. Azevedo do Amaral, 70 – Jardins | São Paulo – SP | Tel: (11) 3086-3565

Read Full Post »

Vamos complementar o nosso almoço. Eis que posto um Pudim Brasileiro, para encher a boca de água de qualquer um que ler esta receita! =)

Curiosidade sobre PUDIM: Na Grã-Bretanha e em alguns países da Commonwealth, pudding (“pudim”) é uma denominação genérica para sobremesa. Pudim é a denominação genérica de dois tipos de alimento, o segundo derivando do primeiro. Qual desses dois alimentos é considerado pudim, varia entre as diversas regiões geográficas.

Este pudim é bem diferente do pudim tradicional, nele vai abóbora. Interessante, não? Vamos experimentar?

Receita by Livro de Receitas

Ingredientes:

1 xícara (chá) de açúcar (será que trocando por leite condensado dá certo?)
1 pires (chá) não muito cheio de farinha de trigo
100 gramas de abóbora
60 gramas de manteiga
1 cálice de vinho
1 copo de leite
6 gemas

Modo de Preparo:

Mexer o açúcar com a manteiga. Juntar a abóbora cozida, a farinha peneirada, as gemas, o vinho e, por último, o leite. Assar em forma untada com calda de açúcar, bem grossa, e em banho-maria.

Read Full Post »

A cebola é um dos temperos-chave de quase tudo o que cozinhamos.
Em um dos churrascos que fui na casa do meu irmão, a sogra dele preparou na hora uma farofa de cebola. Eu não sabia o que era até a hora em que ela me falou. Pessoal, fica divino. Nem parece cebola! Não há nenhum segredo em fazê-la! É super rápida. Confiram:

Foto by Dona Amélia

Ingredientes:

1 cebola grande (ralada)
2 colheres de (sopa) manteiga
Farinha de mandioca torrada ( a gosto)

Modo de preparo:

Ralar a cebola e reserve. Em uma panela coloque a manteiga e a cebola, leve ao fogo e deixe até dourar ( ponto de ficar bem moreninha) mexendo sempre. Desligue o fogo e coloque a farinha ate misturar toda a cebola, se desejar farinha molhada colocar pouca farinha.

Sirva a vontade.

Read Full Post »

Receita típica do Rio Grande do Sul!

Pode ser feita sem o coco ralado. Simples e extremamente saborosa. Mandem bala… fica uma delícia!

Receita by Tudo Gostoso
Foto by Rainhas do Lar

 

 

 Ingredientes:
 
300g de abóbora em cubos
1/2 xícara de agua
4 colheres sopa de açúcar
2 cravos da índia
1 pau de canela
4 colheres sopa de coco fresco ralado

Modo de preparo:
 
Misture os ingredientes, menos o coco ralado, e leve ao fogo com a panela tampada, mexendo de vez em quando até começar a demanchar. Retire do fogo acrescente o coco ralado e sirva frio.

Read Full Post »

Originário do Rio Grande do Sul, o Arroz de Carreteiro surgiu quando os transportadores de cargas que atravessavam o sul do Brasil em carretas puxadas por bois, cozinhavam em panela de ferro uma mistura de charque (carne de sol) picada com arroz.

Sem contar com geladeira e, tampouco, ter como congelar a carne, o carreteiro valia-se da carne de sol, que no Rio Grande do Sul é conhecida como charque (preparado nas charqueadas), e esta se conservava durante os muitos dias da viagens empreendida pelo carreteiro transportador de cargas. Este, diferente dos mascates (caixeiro-viajante – comerciante ambulante), que, em geral, se valiam de carroças puchadas por cavalos, não ia de casa em casa ou de estância em estância, mas seguia entregando suas cargas pelo menor curso direto ao destino.

Receita by Cyber Cook
Foto by Maria José

Ingredientes:
 
5 kg de arroz
1 1/2 kg de bacon
4 kg de carne seca
2 kg de lingüiça calabresa defumada
2 kg de lingüiça mista
1 kg de cebola
2 cabeça(s) de alho
500 ml de óleo de soja  

Modo de preparo: 
 
Corte a Carne Seca em cubo e ferva 2 vezes trocando de água a cada fervura para retirar o excesso de sal. Frite o bacon até dourar e reserve, frite as lingüiças e reserve. Em seguida coloque o alho e depois a cebola e deixe refogar até dar o ponto. Em seguida coloque a carne seca ,a lingüiça e o bacon, deixe dar uma boa refogada depois coloque o arroz , e frite. Coloque a água fervente o necessário e deixe secar até servi-lo.

Read Full Post »

Nem precisamos falar que se trata de uma comida saborosamente temperada com todo o jeitinho da comida caseira lá de Minas… hmmm!!!!

Em São Paulo, localizado próximo a um dos principais centros financeiros: Av. Paulista. Foi inaugurada em Agosto de 2003 e suas várias filiais no Rio de Janeiro.

No cardápido, eles também incluem o Buffet Self-Service bem variado e que agrada a qualquer paladar.

Restaurante À Mineira
Alameda Joaquiem Eugênio de Lima, 697 – Jardins
São Paulo – SP

Read Full Post »

Older Posts »